Sudeste tem o metro quadrado mais caro do país, diz IBGE

Fonte: Extra

Os consumidores do Sudeste foram os que mais desembolsaram na hora de construir um imóvel em dezembro. Levantamento do IBGE mostra que o custo do metro quadrado na região fechou 2009 em R$758,86. Desse total, R$412,64 são relativos aos materiais de construção e R$303,70, à mão de obra. Já o custo médio nacional atingiu R$716,34 no último mês do ano. Os moradores do Nordeste, por sua vez, foram os que pagaram menos na hora de construir no mês passado: R$671,24. Os resultados finais de 2009 apresentam variação de 4,29% para os materiais. A parcela do custo referente à mão de obra aumentou 8,03%.

0 Responses to “Sudeste tem o metro quadrado mais caro do país, diz IBGE”

  1. beth santos bezerra

    Por que o metro quadrado de Santos aumentou tanto de 2009 para 2010?

  2. Paulo Junek

    Beth,
    O m² de Santos está em constate aumento devido ao projeto do pré sal, a cidade deverá viver um crescimento imobiliário durante os próximos 5 anos devido a essa "descoberta" do pré sal, para isso a cidade deverá se preparar para receber os engenheiros e funcionários que atenderão a Petrobrás, além de prestadores de serviços. Geralemente, os investimento da BR são imensos e seus prestadores de serviços também faturam milhões com a BR, dessa forma acredito que durante um período de 2 anos os valores não devem parar de subir na região.

  3. Silvio Bergamini

    Beth, como toda a natureza especulativa, o preço do metro quadrado em Santos está alto. Novos lançamentos exigem a média salarial de R$ 25 mil para financiamento. Basta um rápido raciocínio. Das empresas que atenderão o pré-sal, quantas somarão executivos com essa faixa salarial?
    Além disso,a proximidade com São Paulo, ABCD, poderá inibir fortemente a demanda desses imóveis supervalorizados. Hoje a oferta cresce a olhos vistos nas ruas e avenidas santistas. O número de empreendimentos começa a assustar os própriosinvestidores. Nota-se, por exemplo, desaceleração no ritmo das obras em diversos canteiros. Em alguns até manifestos já aconteceram. Restará aos futuros moradores de Santos o estoque de imóveis não novos, reformados, que pela tradição atendem bem aos escalões intermediários das empresas, esses sim, com maior número de pesosas.

  4. Marcelo Lucci

    ainda bem que eu comprei o meu na planta em 2009 pq hj um ano depois já valorizou mais de 50%!

Deixar uma Resposta

%d blogueiros gostam disto: